Amazônia em casa: delivery do pirarucu selvagem de manejo no Rio de Janeiro

Saiba como pedir o peixe amazônico sustentável com conforto e qualidade - Por Renata Monti - 22.06.2020

Peixaria Só Peixe entrega pirarucu de manejo no Rio de Janeiro. Foto Rodrigo AzevedoPeixaria Só Peixe faz entregas no Rio de Janeiro. Foto Rodrigo Azevedo

De festival a receitas inusitadas, o pirarucu selvagem de manejo sustentável conta com diversas formas para chegar à sua casa. De 25 de Junho a 19 de Julho, o Gosto da Amazônia participa do Festival Delivery do Rio Gastronomia, que tem como objetivo apoiar bares e restaurantes cariocas. A peixaria Só Peixe faz entregas dos cortes de lombo e barriga de pirarucu, com a intenção de valorizar o consumo doméstico do peixe. As encomendas podem ser feitas pelos telefones (21) 2502-7885 e Whatsapp (21) 98312-3046. 

Fã de pirarucu desde a juventude, a médica e professora universitária Ivani Bursvtyn é cliente da Só Peixe e costuma prepará-lo no forno ou empanado. “Meu pai passou um tempo trabalhando entre o Rio e Manaus. E minha mãe sempre foi uma pessoa dos paladares. Ela trazia o pirarucu na bagagem naquela época, em um isopor para ser transportado no avião. Desde aquele período, vejo que não tem peixe melhor. O sabor e a consistência do pirarucu são únicos. No forno, ele não desaparece, e em isca é muito saboroso”, garante Ivani.

Para quem deseja provar o pirarucu numa versão bem brasileira, o chef Marcelo Barcellos, do restaurante Barsa, um dos chefs embaixadores do peixe, aposta na moqueca de pirarucu selvagem, trabalhada no hadock e finalizada com camarão. O prato é acompanhado de arroz marroquino e farofa panko na manteiga de ervas com açafrão. As encomendas estão disponíveis pelo WhatsApp (21) 97001-3949 e os pedidos devem ser feitos com antecedência, pois o cardápio varia semanalmente, com entregas às sextas, sábados e domingos. 

“É um peixe sensacional, com aceitação maravilhosa do público. Desde o início da quarentena, os pedidos se esgotam rapidamente quando colocamos o pirarucu selvagem de manejo sustentável no cardápio. Vários clientes estão se surpreendendo com o sabor, escutei de mais de um que é o melhor peixe que já comeram na vida”, elogiou o chef.

Moqueca restaurante BarsaMoqueca de pirarucu do Barsa Restaurante. Foto Rodrigo Azevedo 

O economista Luiz Fux provou e aprovou a moqueca do chef Barcellos, tanto que já pediu o prato duas vezes.  

“Comi o pirarucu durante uma viagem a Manaus. Adorei, fiquei fascinado, mas infelizmente aqui no Rio não tínhamos acesso ao peixe. Ele tem um sabor único e é preparado de forma fantástica pelo chef Marcelo, gosto muito. Fico feliz que o Gosto da Amazônia ajude a preservar a Floresta, e que também nos dá a oportunidade de degustar o pirarucu no Rio de Janeiro”, elogiou o economista. 

Quem prefere um toque francês, o chef Frédéric Monnier, também embaixador do pirarucu de manejo, inova na produção de rillettes, terrines, patês e conservas com o peixe selvagem. Todos são feitos artesanalmente pelo chef, conhecido por ter passado por restaurantes premiados no Rio. São três receitas que mesclam técnicas francesas com o peixe amazônico: rillette de pirarucu (cozido no forno e depois desfiado, com limão, sal e azeite), pirarucu marinado no limão e pirarucu selado no azeite com açafrão e legumes. As encomendas podem ser feitas diretamente com o chef pelo WhatsApp: (21) 99761-8589. 

Patês Frederic MonnierPatês, rilettes e conservas de pirarucu do chef francês Frédéric Monnier. Foto Rodrigo Azevedo

“Pela experiência que tive na Amazônia, já havia feito alguns testes e descobri que o pirarucu é um peixe de sabor neutro, bom para vários preparos. Escolhi o lombo e a barriga para essas receitas, que são excelentes por terem uma consistência firme”, explicou Monnier. 

Em breve, o pirarucu selvagem de manejo sustentável da Amazônia estará disponível também em São Paulo.

Curtiu? Compartilhe essa matéria aqui

Deixe aqui seu comentário

fechar

Constituída legalmente há 25 anos, a ASPROC tem a missão organizar e representar os trabalhadores rurais na luta pela garantia dos direitos.

A Associação dos Produtores Rurais de Carauari (ASPROC) é uma organização de trabalhadores e trabalhadoras agroextrativistas de comunidades ribeirinhas localizadas ao longo do médio rio Juruá, no município de Carauari (AM), a 780 km em linha reta de Manaus, chegando a 1.500 km se acessado pela sinuosidade do rio. Constituída legalmente há 25 anos, a ASPROC tem a missão organizar e representar os trabalhadores rurais na luta pela garantia dos direitos, viabilizando processos de organização e comercialização da produção solidária e sustentável, para a geração de renda e melhoria da qualidade de vida das comunidades, aliadas à conservação da floresta e dos seus ecossistemas.

Pelo histórico de organização social das populações ribeirinhas do Médio Juruá, a ASPROC é referência na Amazônia brasileira de superação e resultados.

O Gosto da Amazônia é uma iniciativa de um Coletivo de organizações no Estado do Amazonas que assumiu o desafio de formar arranjos comerciais que buscam agregar valor à cadeia produtiva do Pirarucu, impulsionando o desenvolvimento socioambiental da região,compensando os custos ambientais com a realização do manejo e a conservação ambiental com a garantia de preço justo.

“Os resultados são bastante expressivos. A proteção de lagos explica mais de 80% da variação no estoque populacional de pirarucu."

A ASPROC tem atuado em uma dimensão territorial e inclusiva, passando a comercializar o pirarucu de outras áreas de manejo e associações comunitárias e indígenas, pagando preços mais justos e buscando novos mercados, com o objetivo de aumentar a renda e a qualidade de vida dos pescadores e manejadores. Exemplos de outras áreas parceiras da ASPROC são: as Terras Indígenas Deni e Paumari, as comunidades do Acordo de pesca de Carauari, a RDS Mamirauá (região de Jutaí), a RESEX do Baixo Juruá, a REXEX Rio Unini, a RESEX Auatí-Paraná e a RESEX do Médio Purus.

Para saber mais sobre a instituição, acesse: www.asproc.org.br
E-mail: asproc.associacao@gmail.com

(97) 3491-1023