Asproc apresenta pirarucu de manejo na maior feira de produtos naturais da América Latina

O público marcou presença no estande da Asproc dentro da Naturaltech

O pirarucu selvagem de manejo sustentável do Gosto da Amazônia está marcando presença na Naturaltech, maior feira de produtos naturais da América Latina, realizada este ano de 08 a 11 de junho no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo (SP). A Associação dos Produtores Rurais de Carauari (ASPROC) mostra o pirarucu selvagem manejado de maneira sustentável na região, além da polpa de açaí e farinha de mandioca, junto a outras iniciativas de impacto socioambiental no estande da Amazônia em Casa – Floresta em pé. Entre os objetivos do evento, está a promoção de uma vida saudável, networking e troca de experiências entre fabricantes sobre o mercado de produtos sustentáveis.

A participação da ASPROC na feira foi viabilizada através da seleção da associação no programa de acesso a mercados Amazônia em Casa Floresta em Pé, realizado pelo Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam), AMAZ Aceleradora de Impacto e pela Climate Ventures, que promove uma série de atividades de fortalecimento e fomento a iniciativas de comercialização de produtos e ativos da floresta.

Ana Alice, integrante da Asproc, explica aos visitantes como funciona o manejo sustentável do pirarucu, além da polpa de açaí e farinha de mandioca

O programa montou um estande de quase 100m² na feira,  o maior dedicado à Amazônia, compartilhado com 32 negócios de impacto socioambiental e conta uma programação que prevê troca de experiências entre fabricantes e produtores, consumidores finais e redes varejistas buscando trazer visibilidade a ingredientes da sociobiodiversidade amazônica para ampliar seu acesso ao mercado. 

No espaço dedicado a ASPROC, o principal produto exposto é o pirarucu selvagem de manejo sustentável, implementado desde 1999 no Amazonas e em outros estados da região norte. O manejo garante a sobrevivência do pirarucu, a soberania alimentar das comunidades e assegura renda aos indígenas e povos tradicionais, sendo uma atividade econômica reconhecidamente bem sucedida, que alia produtividade e conservação da biodiversidade. 

Asproc leva produtos de impacto socioambiental para a NaturalTech. Foto Divulgação Amaz

A promoção do manejo sustentável do pirarucu selvagem é articulada pelo Coletivo do Pirarucu, iniciativa criada em 2018, do qual fazem parte a ASPROC e diversas associações de base comunitária, organizações governamentais e não governamentais, além de órgãos de cooperação internacional. A ASPROC coordena o arranjo comercial do Coletivo e da marca Gosto da Amazônia, criada em 2019 com o objetivo de expandir a venda do pirarucu de manejo, abrindo e consolidando mercados nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Recife.

A movimentação na Feira Naturaltech, maior feira de produtos naturais no país. Foto Divulgação: Bio Brazil Naturaltech

Sobre a participação da associação na feira, Ana Alice, que é coordenadora de comercialização da ASPROC, conta que está animada com a oportunidade de realizar contatos com possíveis clientes, desde consumidores diretos até empresas, e ampliar o mercado do pirarucu, polpa de açaí e farinha de mandioca.

“A feira é um espaço diferenciado para divulgarmos e ampliarmos o mercado de produtos da sociobiodiversidade que são produzidos por nossos associados, com destaque para o pirarucu do Gosto da Amazônia, manejado por diferentes áreas do Amazonas”, destaca a coordenadora.

Sobre a ASPROC

Criada há mais de 25 anos, a Associação dos Produtores de Carauari (ASPROC) é a responsável pela comercialização do pirarucu de manejo, e representa mais de 500 famílias de 55 comunidades ribeirinhas do município de Carauari – AM, a 780 Km de Manaus, na região conhecida como Médio Juruá. Faz parte do Coletivo do Pirarucu, uma rede integrada por pescadores e diversas organizações comunitárias, governamentais e não governamentais, que atua desde 2018 na articulação de estratégias de valorização e fortalecimento da prática de manejo do pirarucu.

Para mais informações e aquisições de produtos:

Cel/whatsapp: (92) 98429 9235

E-mail: asproc.associacao@gmail.com 

Redes sociais: @asprocmediojurua