O aguardado reencontro entre o pirarucu de manejo e os restaurantes do Rio

Estabelecimentos cariocas esperam o fim do isolamento social para voltar a servir o peixe - Por Renata Monti - 15.06.2020


Moqueca de pirarucu do Armazém Nordestino, no Shopping Uptown. Foto Fred Bailoni

Esperando pelo fim do isolamento social, os restaurantes cariocas já estão pensando no cardápio da volta e em como manter o incentivo ao consumo do pirarucu de manejo sustentável da Amazônia. Mais de 30 estabelecimentos que já vinham confirmando o potencial do peixe com os clientes:

“Não é uma questão de planos, mas uma certeza. O pirarucu já estava no cardápio do Meza Bar fazendo muito sucesso. A princípio vamos servir o pirarucu defumado com banana e feijão, o prato já conhecido dos clientes. Mas também estamos testando outras receitas, e em qualquer situação que haja peixe no meu trabalho, como treinamentos e ativação de marca, o pirarucu está presente”, explica a chef Andressa Cabral, do Meza Bar, em Botafogo.

A moqueca amazônica do chef Marcelo Barcellos, do Barsa, era um dos pratos mais pedidos nos finais de semana tanto no Cadeg, em Benfica, quanto no Uptown, na Barra. Durante a quarentena, o chef tem feito entrega do prato de sexta a domingo e se surpreendido com o resultado.

“No dia da moqueca de pirarucu vendemos tudo. Lancei o cardápio na quinta-feira e no sábado já estava tudo encomendado. Foi uma surpresa porque, em geral, o bacalhau é o meu prato com mais saída, mas o pirarucu o superou nas vendas. É um peixe que surpreende pela qualidade, textura e sabor. Esperamos continuar assim quando os  restaurantes reabrirem as portas”, disse Barcellos.  


Pirarucu defumado com banana e feijão do Meza Bar. Foto divulgação

No Asa Açaí, no Centro do Rio, os produtos amazônicos sempre têm destaque. Além do açaí batido, a casa serve jambu, tucupi, farinha d’água e o pirarucu. O chef Felipe planeja servir o peixe no futuro, preparado na grelha, acompanhado de purê de banana da terra, vinagrete de banana prata e azeite de coentro.

“É um prato bem nutritivo e saboroso, que faz sucesso por aqui”, explica. 

Confira abaixo a lista dos pratos com pirarucu de manejo que eram servidos nos bares e restaurantes do Rio antes da quarentena. Quando já pudermos sair de casa, com saúde e segurança, o convite está feito para que todos venham experimentar ou matar as saudades do delicioso e sustentável peixe amazônico!

Aconchego Carioca 
Pirarucu defumado no melado com maionese de funcho. 
O prato é sazonal e está disponível apenas no Aconchego da Praça da Bandeira. 
Onde: Rua Barão de Iguatemi, 245 - Praça da Bandeira - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2273-1035. Instagram:  @aconchegocariocarj.

Armazém Casa Brasileira 
Sanduíche de lombo empanado, picles de maxixe, coentro e maionese de limão no pão de açaí. Pastel de moqueca da barriga do pirarucu. Croquete de filé de pirarucu com banana da terra.
Onde: Shopping Uptown. Mercado de Produtores. Estande 26. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 3400-2610. Instagram: @armazemcasabrasileira. 


Sanduíche de lombo empanado do Armazém Casa Brasileira. Foto Fred Bailoni

Armazém Nordestino
Moqueca de lombo de pirarucu (500g) com palmito, cebola, pimentões, leite de coco, azeite de dendê, extrato de tomate e iogurte natural acompanhada de arroz branco e farofa de banana da terra. Camarão VM (2).
Onde: Shopping Uptown. Mercado de Produtores. Estande 26. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 3030-0111 e (21) 972211-6195. Instagram: @oarmazemnordestino.

Asa Açaí 
Pirarucu grelhado com purê de banana da terra, vinagrete de banana 
prata e azeite de coentro. À parte vem o molho de tucupi (o caldo fermentado da mandioca brava).
Onde: Rua Sacadura Cabral, 79 - Saúde, Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 98849-4541. Instagram: @asa_acai.

Barsa
Moqueca Amazônica de pirarucu selvagem dos índios Paumari, puxada com cubinhos de Hadock acompanhada de arroz de brócolis e farofa de farinha panko na manteiga de ervas, com açafrão da terra, castanha do Pará, nozes e frutas secas.
Onde: Cadeg. Rua 4, Lojas 4/6, R. Cap. Félix, 110 - Benfica, Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2585-3743. Shopping Uptown. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2585-3743. Instagram: @barsarestaurante.

Banana Jack 
Barriga de pirarucu na chapa com pimentões coloridos, cebola roxa, banana da terra caramelada acompanhada de cuscuz de farinha d`água e castanha do Brasil.
Onde: Shopping Uptown. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2491-1717. Instagram: @bananajackbar. 

Bar do Momo
Sanduíche de barriga de pirarucu, maionese de sriracha, cebola roxa, picles de maxixe e coentro. 
Onde:  Rua Gen. Espírito Santo Cardoso, 50 A, loja A, Tijuca. - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2570-9389 e (21) 99872-2636. Instagram: @bardomomooficial.

Bar Kalango
Salada de conserva de feijão fradinho, molho picante de coentro e pirarucu defumado. 
Onde: Rua São Valentim, 513 - Praca da Bandeira, Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2502-8218. Instagram:  @barkalango.

Bistrô da Hípica 
Lombo de pirarucu de manejo sustentável ao purê de batata 
doce e espuma de leite de castanha do Pará. 
Onde: Rua Jardim Botânico, 421 - Jardim Botânico, Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2156-0155. Instagram: @bistrodahipica. 

O Buteco da Feijoada
Feijoada de pirarucu em tiras no feijão branco, crocante de maxixe e jiló, crispe de couve, calabresa e paio. Acompanha arroz, farofa de caranguejo e bacon da pele do peixe.
Onde: Shopping Uptown. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. 


Pirarucu marinado na cachaça de jambu do Cantinho do Pará. Foto Fred Bailoni

O Cantinho do Pará
Marinado na cachaça de jambu, envolvido no velouté de tucupi, em uma perfeita coreografia com salada de feijão manteiguinha de Santarém, purê de pupunha, finaliza com uma crocante farofa de castanha. 
Onde: Shopping Uptown. Mercado de Produtores. Estande 11. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 99679-2513. Instagram: @ocantinhodopara. 

Casa Del Mar
Lombo de pirarucu grelhado com molho da casa, servido sobre cama de farofa de mix de castanhas, acompanhado de purê de batata baroa, arroz de brócolis e chips de banana da terra. Bobó e Moqueca de Pirarucu também são servidos no local.
Onde: Shopping Uptown. Mercado de Produtores. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 97644-0601. Instagram: @casadelmaruptown.

Cervejaria Búzios
Escondidinho de moqueca de pirarucu acompanhado de fritas.
Onde: Shopping Uptown. Mercado de Produtores. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 99490-0709. Instagram: @cervejariabuzios.

Cervejaria do Tio Ruy
Lombo de pirarucu de manejo sustentável defumado na brasa ao confit finalizado com pimenta cambuci, acompanhado de farofa de cuscuz com bacon, arroz branco e vinagrete de feijão vermelho.
Onde: Shopping Uptown. Mercado de Produtores. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 97679-1067. Instagram: @cervejariatioruy.

Ceviche da Fabi 
Ceviche amazônico de pirarucu feito com filé de pirarucu 
e leite de tigre com tucupi. Acompanha milho torrado e batata doce.
Onde: Shopping Uptown. Mercado de Produtores. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 96409-2828. Instagram: @cevichedafabi.


Harumaki de pirarucu com alho poró e cream cheese do Chef dos Sabores. Foto Fred Bailoni

Chef dos Sabores
Harumaki de pirarucu com alho poró e cream cheese acompanhado de maionese de jambu.
Onde: Shopping Uptown. Mercado de Produtores. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. 

Churrascaria Palace 
O pirarucu é servido no rodízio da casa.
Onde:  Rua Rodolfo Dantas, 16 - Copacabana, Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2541-5898. Instagram: @churrascariapalace.

Costelão do Cadeg 
Parte nobre do pirarucu assado em brasa, acompanhado de batata rostie, salada e o tradicional arroz com brócolis. 
Onde: Cadeg. Rua Capitão Félix 110, Lojas 8 e 10 - Benfica, Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2589-0022. Instagram: @costelaocadeg.

Du Sal Sabores 
Fish and chips amazônico, palitos do peixe empanados e fritos 
com mandioca e maionese de coentro. E o ceviche de pirarucu com manga e suflado de tapioca, além do pirarucu de casaca, que leva pirarucu salgado, base de farinha d’água e banana da terra frita.
Onde:  Atua em feiras e eventos no Rio de Janeiro - RJ. Instagram: @dusalsabores.

Empório Urukum 
Moqueca de pirarucu selvagem de manejo sustentável preparada na panela de barro com camarões, azeite de urucum e especiarias. É 
servido com arroz branco, pirão e farofa de dendê. 
Onde: Rua Fonte da Saudade 187, Lagoa - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2143-8131. Instagram:  @urukumrestaurante.

Emporium San Pietro
Lombo de pirarucu com molho de camarão VM acompanhado de arroz branco, pirão e farofa de ovo e banana.
Onde: Shopping Uptown. Mercado de Produtores. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. 


Pirarucu de manejo ao molho de castanhas com cuscuz brasileiro do Gávea Garden. Foto Divulgação

Fazenda Culinária
Pirarucu em tucupi com vinagrete de banana da terra, jambu e sagu de açaí.
Onde: Museu do Amanhã. Praça Mauá, 1 - Centro, Rio de Janeiro - RJ. Instagram: @fazenda_culinaria.

Gávea Garden Bistrô
Pirarucu de manejo ao molho de castanhas com cuscuz brasileiro (feito com farinha de mandioca). 
Onde: Shopping da Gávea. Rua Marquês de São Vicente 52, loja 123 -Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2249-3560 e (21) 2512-3366. Instagram: @gaveagardenbistro.

Meza Bar 
Pirarucu selvagem defumado, purê de banana e cardamomo, 
tartare de feijão vermelho.
Onde: Rua Capitão Salomão, 69, Humaitá - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 3239-1951. Instagram: @mezabar

O Navegador
Caldeirada com pirarucu selvagem de manejo sustentável, camarão seco, batata, tomate cereja, ovo caipira em caldo do peixe, tucupi e leite de castanhas, acompanha pirão de caldo e arroz.
Onde: Clube Naval - Av. Rio Branco, 180 - Centro - Rio de Janeiro - RJ. Telefone:  (21) 2262-6037. Instagram: @onavegador.

Sunset Caipirinha 
Pasteizinhos de pirarucu lombo de pirarucu temperado com especiarias, sal, salsa, pimenta branca. Porção com 6 unidades. Bolinho de pirarucu releitura do tradicional bolinho de bacalhau, mas feito com pirarucu. 
Onde: Shopping Uptown. Mercado de Produtores. Av. Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. Instagram: @sunsetcaipirinha.

Otto
Filé grelhado sobre a base de cebolas carameladas, castanha, alho e servido com risoto de alho poró e chutney de manga – R$ 84,90 (prato individual) e Pirarucu da diretoria – lombo grelhado com molho de redução de vinho tinto e goiabada cascão servido com risoto de açafrão com recheio de queijo coalho e palmito assado na casca.
Onde: Rua Uruguai 380, loja 22 e 23 - Tijuca - Rio de Janeiro - RJ. Instagram: @ottorestaurante.  

Urukum Marina da Glória
Pirarucu de manejo sustentável preparado ao vapor com molho de tucupi e farofa de banana da terra com camarões. 
Onde: Av. Infante Dom Henrique, S/Nº, Aterro do Flamengo - Rio de Janeiro - RJ. Telefone: (21) 2556-1201. Instagram:  @urukumrestaurante.

Curtiu? Compartilhe essa matéria aqui

Deixe aqui seu comentário

fechar

Constituída legalmente há 25 anos, a ASPROC tem a missão organizar e representar os trabalhadores rurais na luta pela garantia dos direitos.

A Associação dos Produtores Rurais de Carauari (ASPROC) é uma organização de trabalhadores e trabalhadoras agroextrativistas de comunidades ribeirinhas localizadas ao longo do médio rio Juruá, no município de Carauari (AM), a 780 km em linha reta de Manaus, chegando a 1.500 km se acessado pela sinuosidade do rio. Constituída legalmente há 25 anos, a ASPROC tem a missão organizar e representar os trabalhadores rurais na luta pela garantia dos direitos, viabilizando processos de organização e comercialização da produção solidária e sustentável, para a geração de renda e melhoria da qualidade de vida das comunidades, aliadas à conservação da floresta e dos seus ecossistemas.

Pelo histórico de organização social das populações ribeirinhas do Médio Juruá, a ASPROC é referência na Amazônia brasileira de superação e resultados.

O Gosto da Amazônia é uma iniciativa de um Coletivo de organizações no Estado do Amazonas que assumiu o desafio de formar arranjos comerciais que buscam agregar valor à cadeia produtiva do Pirarucu, impulsionando o desenvolvimento socioambiental da região,compensando os custos ambientais com a realização do manejo e a conservação ambiental com a garantia de preço justo.

“Os resultados são bastante expressivos. A proteção de lagos explica mais de 80% da variação no estoque populacional de pirarucu."

A ASPROC tem atuado em uma dimensão territorial e inclusiva, passando a comercializar o pirarucu de outras áreas de manejo e associações comunitárias e indígenas, pagando preços mais justos e buscando novos mercados, com o objetivo de aumentar a renda e a qualidade de vida dos pescadores e manejadores. Exemplos de outras áreas parceiras da ASPROC são: as Terras Indígenas Deni e Paumari, as comunidades do Acordo de pesca de Carauari, a RDS Mamirauá (região de Jutaí), a RESEX do Baixo Juruá, a REXEX Rio Unini, a RESEX Auatí-Paraná e a RESEX do Médio Purus.

Para saber mais sobre a instituição, acesse: www.asproc.org.br
E-mail: asproc.associacao@gmail.com

(97) 3491-1023