Restaurantes de Brasília recebem premiação do Festival Gosto da Amazônia

Garçons e cozinheiros do restaurante Dona Lenha Asa Norte Brasília

O restaurante-escola Senac Downtown e o Dona Lenha da Asa Norte foram os campeões de vendas de pirarucu selvagem e sustentável durante o Festival Gosto da Amazônia em Brasília. As equipes de cozinha e salão foram presenteadas com um corte de pirarucu dentro de uma mochila térmica da marca. Já os Chefs das duas casas serão convidados para conhecer uma comunidade de manejo do pirarucu na Amazônia, em setembro de 2022. 

O maître do restaurante-escola Senac Downtown, Carlos Barbosa, e o chef Diogo Jakob mergulharam fundo nos sabores da Amazônia para conquistar os clientes. O menu completo oferecido no almoço contava com entrada, principal e sobremesa com insumos típicos da Floresta. Para começar, serviam as croquetas de pirarucu e presunto artesanal, acompanhadas de salsa de ervas e pimenta fermentada. De principal, o pirarucu curado e defumado em lenha de café, purê de banana da terra com gengibre, emulsão de pimenta de cheiro e relish de feijão manteiguinha. De sobremesa, o vulcano de cupuaçu, à base de chocolate amazônico.

Pirarucu curado e defumado em lenha de café do Senac

Durante o treinamento da brigada, com 10 garçons em formação, o maître focou nas questões ambientais e sociais que ancoram o projeto Gosto da Amazônia. E ainda investiu em um boca a boca com os clientes, antes mesmo de o Festival começar. Foram 606 pratos servidos, contando o menu completo. Devido ao sucesso, o pirarucu permanece no cardápio mensalmente.

“A história do pirarucu de manejo sustentável é muito bonita e foi muito bem recebida pelos nossos clientes. Direcionamos muito a venda e o sucesso foi tão grande que continuaremos com o prato principal no cardápio”, contou o maître Carlos. 

No Dona Lenha da Asa Norte, a sustentabilidade e o sabor do pirarucu de manejo foram os grandes trunfos da equipe de Carolina e Alejandro Milián Manteiga. Tanto garçons quanto gerentes se dedicaram a conversar com os clientes ao longo do Festival ao oferecer o brochette Amazônico de Pirarucu – lombo de peixe grelhado no espeto com cebola roxa e pimentão doce, musseline de tubérculos, vinagrete de tucupi e  farofa d’água de bacon. 

Brochette de Pirarucu do Dona Lenha foi destaque no Festival

“Fomos em todas as mesas para falar do peixe e ter feedback do prato. A estratégia foi explicar sobre o manejo, sobre o peixe e dar a importância que ele tem e não conhecíamos. Isso foi super empolgante para a equipe. Um produto nosso e com um porquê muito forte, de preservar a Floresta e dar renda às populações ribeirinhas. Ficamos super orgulhosos”, destaca Carolina.

Como destacou o gerente do Dona Lenha, Alejandro Milián, a aceitação do público foi grande.

Equipe do restaurante-escola Senac recebe premiação em Brasília

“O Festival foi realmente um sucesso, um dos melhores que participamos até hoje. Não deixávamos de apresentar o projeto para os clientes. Muitos gostaram tanto do prato que pediram para deixá-lo no cardápio”, conta Alejandro.

Texto publicado em: 29.10.2021. Por: Renata Monti. Fotos: Divulgação